terça-feira, 5 de junho de 2012

Um banho de refrigerante!

Olá galera do Perspectiva M!

Hoje vamos falar de uma ação que a Sprite realizou em uma das praias do Rio de Janeiro. Em busca de novidades pela internet, encontramos esta matéria no blog Comunicadores. Este blog, criado em 2006, se desenvolveu e hoje é respeitado na área da comunicação. Reconhecido por postar campanhas publicitárias das mais criativas, o blog busca inspirar profissionais e estudantes de publicidade, de modo a acrescentar conteúdo em seus conhecimentos. Recomendamos uma "fuçada" diária para ver as novidades publicadas no blog!
Voltando a campanha, achamos ela super criativa e interessante por estimular nossos sentidos, afinal, sempre achamos legal a máquina de refrigerante, além do refrigerante ser preferido pela maioria. Agora imagine-se tomando um banho em uma dessas máquinas! Incrível não? A ação com certeza fortalece o nome da marca, pois sempre lembraremos de quem nos proporcionou um banho em uma máquina de refrigerante. O custo de produção com certeza valeu a pena, pois atinge diretamente os consumidores, além de o fazer em um momento que o consumo por algum refrigerante/bebida é o mais desejado. Sendo assim, a pessoa fica com a marca fixada na cabeça e a eterniza por uma experiência única. 
Terminamos este post então com a dica deste interessante blog publicitário que pode nos proporcionar notícias que acabaram de sair do forno da criatividade. Com certeza temos uma perspectiva M da publicidade. Clique aqui para visitá-lo!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Viral de Dia das Mães


Os virais continuam imergindo na internet e nas redes sociais! Um vídeo que teve grande repercussão durante o mês de maio foi o vídeo da Procter & Gamble para o Dia das Mães. Embora muitas outras marcas tenham se manifestado e homenageado esta data mundialmente conhecida, foi a Procter & Gamble que ganhou todo o destaque.

Desenvolveram uma campanha voltada completamente ao apelo emocional, retratando mães de vários cantos do mundo que dedicam seu dia a dia, com muito trabalho e esforço, ao cuidado dos seus filhos. Quando estes se tornam campeões nas modalidades esportivas nas quais competem, essas mães batalhadoras veem seu trabalho recompensado. Eles fecham com a mensagem: “O trabalho mais difícil do mundo é o melhor trabalho do mundo.”

video

Acredito que a empresa foi bem sucedida na realização desta campanha. Não deu destaque para os produtos da marca, mas produziram um vídeo institucional que comovesse àquelas homenageadas pelo seu dia e àqueles que sentiam se privilegiados por terem alguém que pudessem homenagear. Não só a mensagem em si causa grande impacto no receptor, mas a forma com que as cenas foram encaixadas e intercaladas. Por apresentar mães de todos os perfis, e de todas as partes do mundo, é facilmente compreensível que muitas mães pelo mundo consigam se identificar com a campanha. Pessoas em todas as redes sociais divulgaram o vídeo em foco, e expressaram emoção com a mensagem e produção do vídeo.

domingo, 27 de maio de 2012

O cidadão frente uma nova sociedade



Fala aí galera do Perspectiva M! Ao longo deste post, discutiremos brevemente o futuro que as mídias sociais estão tomando e qual o posicionamento da sociedade para com essa situação. Para isso, nos basearemos no texto “A mídia somos nozes” de Eric Messa.
Ao longo do seu texto, o autor nos apresenta a realidade que nos encontramos: um mundo em que a informação flui em uma velocidade absurda e a todo momento, criando uma leve sensação de obrigação em estar informado e por dentro de tudo que está acontecendo. As mídias sociais, hoje em dia, assumiram um papel imaginário de uma imensa mesa de discussões que une o mundo todo. As informações dispostas nos meios digitais são dos mais variados assuntos e a qualquer momento pode-se abrir um novo debate ao redor de uma questão que tenha se destacado no meio de tantas outras. Como bem lembrou o autor, a notícia da queda do Airbus A320 no rio Hudson em NY foi dada por um usuário do Twitter  antes de chegar nos veículos tradicionais de massa.
Ao mesmo tempo, temos uma sensação de que perdemos o controle da informação, marcas se mostram reféns dos usuários dessas mídias tanto como formadores de uma personalidade, como possíveis dissipadores de uma imagem desagradável. Dessa forma, nos deparamos com um fogo cruzado em que a qualquer momento podemos ser atingidos com uma nova informação, que ainda nos oferece total liberdade para nos aprofundarmos ou não no assunto dependendo do que se trata.
Os assuntos, por sua vez, passam a se construir e estruturar a partir dos próprios usuários desses meios, ou seja, como bem disse Eric, “a mídia somos nozes”, afinal,  somos nós que propagamos e criamos as notícias do dia-a-dia.  Os documentários e jornais ao longo do dia dificilmente irão divulgar uma notícia que ainda não tenha sido alvo de comentários por esses redes sociais, portanto, o cidadão se encontra quase no papel de um jornalista, de a partir de uma informação obtida criar uma notícia e divulgar para as pessoas. Dessa forma, aumenta-se ainda mais a responsabilidade de um cidadão para com sua sociedade, pois este, ao divulgar uma informação pode estar tanto salvando uma vida como te chamando para salvar a dele.
Para encerrar, ressalto ainda a necessidade de enxergarmos essas oportunidades que a Modernidade nos oferece da maneira correta e que seja usada sempre para um bem maior, ao invés de torna-las simples diários como muitos fazem. Precisamos entender que essas redes sociais estão aí para algo maior do que simplesmente servir de bloco de notas de alguém, é preciso cidadãos ativos e conscientes de suas responsabilidades, para assim, termos nosso olhar limpo de uma visão ideológica e controlada que é transmitida na maioria das mídias de massa.

Em busca do ponto de vista



         Olá pessoal do Perspectiva! Neste post vamos conversar brevemente sobre um case de um supermercado koreano, que através de uma campanha muito bem desenvolvida e inteligente, conseguiu observar uma das ferramentas dispostas pela Modernidade de uma maneira criativa, criando o Shadow QR Code. Assistam o vídeo abaixo:

video
Vídeo da campanha


Como viram, o supermercado tem um problema para ser resolvido, o baixo consumo na hora do almoço, e para resolver esta situação, foi criado um QR Code baseado nas sombras de um objeto criado especialmente para a campanha. Este objeto apenas formaria o QR Code em um horário específico determinado pelo posicionamento do sol em relação ao objeto. Sendo assim, o código se formava a partir do meio dia e permanecia alí por uma hora, criando assim uma experiência única para o horário de almoço das pessoas.
A Sunny Sale, assim chamado no case, possibilitou pequenas surpresas no horário de almoço dos compradores, pois este código direcionaria o comprador diretamente para a homepage da ação que possibilitaria a compra de inúmeras ofertas fornecidas pelo supermercado para os membros e filiados da marca. Além disso, ganhava-se um cupom de doze dólares para outras compras, lembrando que todas as ofertas compradas eram entregadas diretamente na casa de seus consumidores.
Percebe-se então que uma campanha de sucesso como essa se baseou em uma simples ação, observar as ferramentas dispostas pela Modernidade para a sociedade de um ponto de vista ainda não visto, e que provou despertar muita curiosidade nas pessoas. Podemos dizer que na publicidade muita coisa já foi criada e recriada diversas vezes, e nos encontramos em um momento em que o Novo é o Velho. Ou seja, ao invés de criar algo “do zero”, o que dificilmente aconteceria, pois alguém provavelmente já deve ter feito,  temos que observar as ferramentas que a tecnologia nos proporciona de um ponto de vista ainda não desvendado. Como já disse antes em outro post, basta observar nosso mundo de uma “perspectiva mais M”.

domingo, 20 de maio de 2012

Imergindo na tecnologia


O Vídeo Imersivo é um tipo de tecnologia que além de registrar o que está sendo filmado, também permite que o usuário, durante a visualização, possa movimentar a câmera, tendo portanto, uma visão de 360º do ambiente que está sendo exibido. O nome deste tecnologia vem do objetivo de dar a sensação de imersão ao usuário através desse feature, ao mesmo tempo, acrescentando a interatividade através da utilização do mouse. Esta tecnologia requer um equipamento de filmagem específico que contém até 16 câmeras, apontadas para várias direções.
É uma tecnologia que ainda tem muito espaço para crescer, devido à sua interatividade e esse aspecto único de imersão. A publicidade pode se aproveitar muito desta oportunidade, especialmente agora que a internet ocupa uma posição importante na divulgação de material de comunicação.
Uma ação publicitária que utilize o Vídeo Imersivo não precisa estar necessariamente voltada para visitas virtuais (como a divulgação de um hotel) ou para a própria qualidade em HD de alguma câmera. É possível enxergar além disso, até porque, atualmente, os consumidores internautas buscam qualquer forma de interação.
Uma ideia seria a seguinte: uma câmera é colocada em cima do trio elétrico durante o carnaval em Salvador, BA. Um promoter estaria presente no bloco deste trio distribuindo um papel com o link para o Vídeo Imersivo. Ao entrarem no site após o show, os usuários descobririam que o site pertence ao anunciante Caras com o slogan “Pra você se achar.” e poderiam se divertir procurando a si mesmos e amigos


segunda-feira, 14 de maio de 2012

Vídeo Interessante

Gente,
Estava fuçando esses dias na internet e achei um vídeo super fofinho e engraçadinho da revista FOLLOW.
Achei bem interessante como eles colocaram as novidades, termos comparando com o que eram antes. Além de que é uma super verdade.
Quando o filme coloca: que o fake é o novo real e na imagem de fundo aparecem seios de silicone. Ou que a privacidade é o novo Luxo. É demais porque é a pura verdade,além de ser o que estamos vivendo nos dias de hoje.
O vídeo exemplifica a questão de que uma coisa passa a ser tão frequente, que se torna normal ,indiferente e começa a fazer parte do cotidiano das pessoas. Ou , vendo por um outro ponto de vista, o vídeo faz uma comparação com coisas do passado e como ela modificaram e estão atualmente.
Enfim, é bem divertidinho e rápido! O texto é super legalzinho e interessante! Vale a pena ver!

Tá aí:


video


 
Beijinhos

domingo, 6 de maio de 2012

O vento está a nosso favor!

 Como diria nosso amigo Gil Brother: “Bom dia, boa tarde, boa noite galácta!”

No post de hoje vamos debater rapidamente sobre um novo aplicativo que está se espalhando pelos celulares das pessoas, Waze. Se você já conhece e compartilha dessa “mão na roda”, sabe como funciona e como pode fazer a diferença naqueles momentos de desespero no trânsito.

                Esse aplicativo funciona a partir de seus usuários, que conforme trafegam pelas ruas da cidade, irão sinalizando se determinada rua está com algum acidente, obra, ou enfim, algo que possa atrapalhar o fluxo dos carros. Naqueles momentos de indecisão por qual caminho devemos seguir, alguém pode ter alguma dica para nos dar através do aplicativo Waze, nos ajudando então a fazer a melhor escolha.

                Podemos relacionar este aplicativo com o conceito de Crowdsourcing, conhecem? O crowdsourcing é um modelo de produção que utiliza os conhecimentos coletivos e voluntários distribuidos pela internet de maneira inteligente, afim de criar um novo conteúdo que possa servir de solução para problemas do dia-a-dia. Essa vantagem de estar presente no cotidiano das pessoas, faz com que a mão-de-obra seja barata, por se utilizar dos próprios usuários que se tornam ativos e produzem um novo conteúdo. Como disseram Tapscott e Antony Williams no Wikinomics, as novas “armas de colaboração em massa”, faz com que as pessoas criem de maneira conjunta esta nova informação, coloborando umas com as outras com as informações disponibilizadas.

                Temos então, mais um aplicativo em nossas mãos para colaborarmos uns com os outros e nos tornarmos usuários ativos, ao invés de outro simples funcionários deste “sistema de máquinas” que mergulhamos no mundo da Mordernidade. Parece que os Deuses da Modernidade estão nos mostrando mais um caminho para seguir baseado em ajuda entre as pessoas e compartilhamento de informações em um universo que não podemos ficar desatualizados nem um momento. Se todos os marinheiros de plantão em meio a este oceano de carros que enfrentamos hoje em dia puderem levantar suas bandeiras, teremos o vento a nosso favor e alguém em alerta para um possível tsunami. Portanto, issem suas velas!

Yo-Ho!